Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Cobertura da TIM alcançou 94% das cidades brasileiras, meta é chegar a 100% até 2023

Data: 18/05/2022
Veículo: Tele Síntese

Com aquisição de fatia da Oi Móvel, cobertura da TIM é ampliada para 264 cidades onde ainda não tinha presença. Meta definida com a Anatel é cobrir os 5.570 municípios até o próximo ano

A TIM informou hoje, 17, que sua cobertura de rede móvel chegou a 5.235 cidades, 94% do total de municípios brasileiros. A meta da companhia é ter rede 4G (LTE) em 100% das cidades até 2023, conforme acertado com a Anatel em termo de ajustamento de conduta firmado ano passado.

Vale ressaltar que a cobertura mencionada pela empresa não se estende por em 100% da área dos municípios, mas atinge alguns bairros. Ainda assim, a empresa diz que a mancha de cobertura também tende a melhorar, pois também passou a ter o maior número de torres em regiões como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

A empresa expandiu sua abrangência a partir da compra de fatia da Oi Móvel. O negócio lhe permitiu ativar rede em 264 cidades onde ainda não tinha presença. Ao mesmo tempo, usuários da Oi Móvel passaram a ter acesso à rede da TIM em 1,8 mil cidades que não eram cobertas pela Oi.

“Com a incorporação dos ativos da Oi, a TIM -que já oferece a maior cobertura 4G do país- dá um salto de qualidade e abrangência nacional com o anúncio oficial da conquista da maior rede móvel do Brasil”, afirma Leonardo Capdeville, CTIO da TIM Brasil. O número de cidades atendidas pela empresa foi levantado pela consultoria Teleco.

No total, cerca de 16,4 milhões de clientes oriundos da Oi Móvel, em 17 estados e no Distrito Federal, serão beneficiados com a mudança. A primeira etapa, iniciada no final de abril, consiste na liberação da rede TIM para uso por novos usuários; a segunda etapa contará com o desligamento da rede Oi e a configuração do espectro da operadora nas antenas da TIM. A terceira etapa, a ser realizada de forma gradual a partir de julho, contará com a integração sistêmica, incluindo tarifação e emissão de contas.

“Os trabalhos de integração das redes já começaram em vários DDDs, sendo já possível para os clientes da Oi usufruírem da cobertura da TIM, como é o caso do DDD19 no interior de São Paulo”, acrescenta Capdeville.

Além dos milhões de clientes, a TIM também adquiriu da Oi bandas de espectro em 1,8 GHz, 2,1 GHz e 2,6 GHz. Com isso, diz a empresa, será possível aumentar a capacidade da rede e melhorar a experiência dos clientes. “Com o incremento de espectro e sites, a cobertura será mais abrangente e haverá melhora também na capacidade de tráfego de rede”, afirma.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp