Associação Brasileira de Rádio e Televisão

OTTS, escolas, universalização, Telebras: eis a lista do GT de Comunicações

Data: 28/11/2022
Veículo: Tele.Síntese

GT também contará com deputados Áureo Ribeiro, do Rio de Janeiro e Orlando Silva, de São Paulo; parlamentares vão colaborar com acompanhamento de projetos de lei.

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, anunciou, nesta terça-feira, 22, o nome dos parlamentares que farão parte dos grupos técnicos da transição. Para Comunicações,  os representantes serão os deputados André Figueiredo (PDT-CE), Áureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), Orlando Silva (PCdoB-SP) e o eleito Rui Falcão (PT-SP).

Para o grupo de Ciência e Tecnologia, os representantes serão os deputados Expedito Netto (PSD-RO) e Leo de Britto (PT-AC).

De acordo com Alckmin, a participação dos parlamentares ocorre devido ao acompanhamento destes nos projetos de lei que estão em tramitação.

grupo técnico de Comunicações do governo de transição já é formado pelo ex-ministro Paulo Bernardo, o ex-secretário-executivo Cezar Alvarez, o ex-deputado federal pelo PT e ex-presidente da Telebras Jorge Bittar, a economista Alessandra Orofino, e a pesquisadora Helena Martins.

RELATÓRIOS

O GT de Comunicações entregará o primeiro relatório técnico até 30 de novembro. O documento deve conter uma avaliação do atual cenário das políticas públicas e deve ser acompanhado de uma lista das normas que devem ser revogadas.

Uma das ações do governo Bolsonaro que serão revistas pelo grupo de Comunicações é a fusão da TV Brasil e TV NBR. O tema está sendo discutido em conjunto com o GT de Comunicação Social, já que envolve a definição do veículo de comunicação pública. Nesta terça-feira, os integrantes dos grupos se reuniram com representantes da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Outra revisão do futuro governo será a retirada dos Correios do plano de privatização, tema de consenso entre os integrantes.

Um segundo relatório do GT deve ser apresentado em dezembro, com medidas que vão subsidiar o planejamento dos primeiros 100 dias do novo governo.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp