Search
Search

“Agência reguladora não pode se subordinar à administração direta”, afirma Igor de Freitas

“Agência reguladora não pode se subordinar à administração direta”, afirma Igor de Freitas

Compartilhe:
There is nothing to show here!
Slider with alias none not found.

Telesintese-Plantão

O presidente substituto da Anatel, Igor de Freitas, afirmou hoje, 9, durante o Encontro Tele.Síntese, que a “reforma do modelo de telecomunicações passa pela reforma da Anatel”. Para ele, uma das questões mais importantes dessa reforma é fazer com que a sociedade compreenda as especificidades do setor, entre elas, de que a concessão não cabe em um ambiente competitivo como o das telecomunicações.

Sob a ótica institucional, ele entende que a subordinação da agência reguladora à administração direta acabou atrasando bastante o setor de telecomunicações, que não se modernizou como deveria, porque a Anatel não evoluiu seus conceitos e sua regulamentação como deveria.

Em sua avaliação, embora o projeto de lei que tramita no Senado Federal sobre as agências reguladoras, que faz parte da Agenda Brasil de prioridades, unifique as regras das agências e apresente aspectos importantes como a autonomia orçamentária, para a Anatel, ” pouco evolui”.

“Precisamos consolidar espaços de decisão da Anatel”, concluiu.

Concessão Compartilhada

Já para Caio Bonilha, diretor da Futurion, o projeto de lei 3453 não pode ser visto como aquele que vai realmente promover a reforma no modelo de telecom. Isso porque, argumentou, ele pode, na verdade, apenas transformar as “novas autorizações em velhas concessões”.

Além disso, observa, o projeto é completamente omisso no que se refere aos seis mil provedores de internet, que estão levando a banda larga para o interior do país e não traz qualquer proposta para a IoT (internet das coisas), que vai revolucionar rapidamente o setor. “Em resumo,  é uma proposta que não massifica a internet”, afirmou.

COMPARTILHE:
WhatsApp
Facebook
LinkedIn
E-mail
Imprimir
TÓPICOS:
Mais Lidas
Tribunais e Ministérios Públicos de Contas manifestam apoio à aprovação do PL das Fake News
STF adia para junho julgamento das ações sobre regulação de big techs
Nova diretoria da AESP foi eleita por aclamação
Rádio se mantém forte como meio de mídia, aponta pesquisa
The New York Times vai receber US$ 100 milhões do Google durante três anos
Informe Abratel

Abratel - Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Atuamos na defesa da radiodifusão no Brasil e trabalhamos para a valorização e promoção do serviço de comunicação mais democrático do país.

Notícias Relacionadas