Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Bolo publicitário cresce no semestre e TV aberta segue com a maior fatia

Data: 13/09/2021
Veículo: Observatório da TV

Saiu o levantamento CENP-Meios referente ao bolo publicitário do primeiro semestre (de janeiro a junho) deste ano, que totalizou R$ 7,3 bilhões no mercado.

À TV aberta ainda corresponde mais da metade do volume, liderando os investimentos entre os meios de comunicação do País.

Com 52,9% do total do mercado, o conjunto das empresas de televisão aberta faturou R$ 3,9 bilhões. No entanto, no mesmo período em 2020, o meio tinha abocanhado 55% de todo o bolo daquele período.

Já a TV por assinatura fica com 5,2%, ou R$ 384 milhões, ante uma participação que no ano passado foi de 5,7%. Somadas, a participação das TVs neste ano de 2021 chega a 58,1% do total. Veja o gráfico:

” alt=”” aria-hidden=”true” />
Fonte: Cenp-Meios – 1o. Semestre de 2021 (Jan-Jun)

O volume total do mercado publicitário nacional computado no primeiro semestre de 2021 é cerca de 28% acima do verificado no mesmo período do ano passado; no entanto, no período de 2020 a base de agências consultadas foi menor.

O levantamento de 2021 considera o volume movimentado por 234 agências de publicidade no Brasil todo.

Já o levantamento referente ao primeiro semestre de 2020 considerou então 219 agências.

O CENP – Conselho Executivo das Normas-Padrão é um sistema que totaliza dados referentes a compras de mídia realizadas e veiculadas por agências certificadas por ordem e conta de clientes-anunciantes.

Não são obtidos pelo sistema os dados reais negociados individualmente em cada negociação por empresas.

Internet

A internet, que vem ampliando a cada período seu peso nos gastos de publicidade dos anunciantes, ficou neste primeiro semestre com 28,2% do total, somando R$2 bilhões.

No mesmo período do ano passado, o meio tinha 22,% de participação.

Os dados de Internet são, desde 2019, subdivididos em: Internet-Busca (quando se tratar de veículos buscadores); Internet-Social (quando se tratar de redes sociais); Internet-Vídeo (quando se tratar de utilização de mensagens de vídeos); Internet-Áudio (quando se tratar de utilização de mensagens de áudio); Internet-Display e outros.

Outros meios

Assim, complementando o bolo do mercado publicitário no primeiro semestre de 2021: Jornal ficou com uma fatia de 1,9% (R$ 138 milhões), Mídia Exterior com 7,5% (R$ 552 milhões), Rádio com 3,9% (R$ 288 milhões) e Revista com 0,4% (R$ 31 milhões). Cinema ficou com 0%.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp