Associação Brasileira de Rádio e Televisão

O homem que apostou na força da radiodifusão

Data: 16/04/2021
Veículo: Aerp

Associações, Sindicatos e entidades ressaltam o profissionalismo, paixão e liderança no setor, que nortearam a atuação do presidente da Aerp.

Um homem de vanguarda e visão social, cheio de energia e apaixonado pela radiodifusão, que deixa um legado de amor. Desta forma, empresários do setor, membros de associações e sindicatos definiram o presidente da Aerp, Michel Micheleto. Seus amigos e colegas, independente dos setores que representam foram unânimes ao comentar que ele deixa uma enorme lacuna na comunicação do país, mas que seu legado, exemplo de amor pelo setor e determinação, sua preocupação com colaboradores e com o social, sempre estarão vivos no coração de todos que conviveram com ele.

“Lamentamos com muito pesar a morte do querido amigo. Michel foi um entusiasta da radiodifusão, que lembrava sempre que o rádio e a TV estão a serviço da comunidade, contribuindo e levando qualidade para um mundo melhor. Ele deixa uma enorme lacuna na comunicação do país. Fica seu exemplo, fica o legado do seu compromisso diário com a sociedade e com a radiodifusão brasileira”, destacou o presidente da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), Flávio Lara Rezende.

Para o diretor geral da Abert, Cristiano Lobato Flores, falar do Michel no dia de hoje é um desafio. “Ele nos deixa um legado infinito, de muito respeito ao próximo, da seriedade, do amor ao rádio, e a missão que o radiodifusor tem de levar informação de qualidade à população. Ele também nos inspira por tudo que construiu e plantou em nossos corações”, disse.

O presidente da Agert (Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão) e vice-presidente da Abert, Roberto Cervo Melão, manifestou solidariedade e ressaltou que “na vida associativa e profissional, Michel Micheletto, sempre atuou com firmeza e dedicação em favor do segmento rádio e TV daquele Estado e do país”.

O presidente da Amirt (Associação Mineira de Rádio e Televisão), Luciano Pimenta C. Peres, se manifestou dizendo que o presidente da Aerp deve ser lembrado por sua bondade, profissionalismo e excelência.

Já o presidente da Acaert (Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão), Silvano Silva, destacou que Michel Micheleto sempre foi um entusiasta da radiodifusão, um visionário que ajudou a impulsionar o segmento rumo à transformação digital quando poucos ainda estavam atentos a essa tendência. “Era um agregador nato, a perda de Michel Micheleto não só nos entristece, mas deixa vazio o posto de uma das lideranças mais relevantes que nosso segmento já teve. Ele era uma dessas raras pessoas que são insubstituíveis”, lamentou Silva.

O amigo e presidente da Asserpe (Associação das Emissoras de Radiodifusão de Pernambuco), Nill Júnior, falou com grande emoção do presidente da Aerp. “Ele era um grande defensor do rádio no país e tinha um carinho por Pernambuco. A radiodifusão brasileira sente um duro golpe. E nós, perdemos do nosso convívio um excepcional ser humano e amigo”, lembrou Júnior.

“A radiodifusão brasileira perde um competente profissional”, declarou a Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão) em sua nota oficial.

Representantes de sindicatos e entidades empresariais também manifestaram seus sentimentos e apoio aos amigos e familiares, neste momento difícil. O Sert-PR (Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Paraná), manifestou profundo pesar pelo falecimento de Michel Micheleto e declarou luto de três dias pela radiodifusão no Estado. “A radiodifusão perde hoje um grande profissional que lutou sempre pela defesa de nosso meio”.

A presidente do Sert-SC (Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de Santa Catarina), Ana Paula Melo, destacou que Michel é um empresário vitorioso e ser humano exemplar. “Uma perda irreparável para a radiodifusão brasileira”, lamentou. O SINDIRÁDIO-TV também expressou solidariedade aos familiares, amigos e funcionários de Michel Micheleto.

“Enlutados também estamos nós comerciantes e representantes da associação comercial, dividimos essa dor com familiares de amigos”, disse o presidente da ACP (Associação Comercial do Paraná), Camilo Turmina.

O engenheiro Celso Zemann, Gerente da Anatel, transmitiu suas condolências aos familiares em nome da Anatel no Paraná, e lamenta a perda sofrida pela radiodifusão do Paraná.

Para o presidente da OAB Paraná, Cássio Lisandro Telles, esse é um dia muito triste, em ele perdeu um companheiro de profissão.  “A família OAB está muito triste com a partida do advogado e comunicador Michel Micheleto. Uma figura que contribui para o desenvolvimento da nossa terra. E que construiu um grupo de emissoras com credibilidade, chegando a posição máxima na liderança das emissoras de radiocomunicação do Paraná. Nós relembramos esse trabalho magnífico que ficará sempre marcado na história. Ao mesmo tempo que externamos a toda a sua família as nossas condolências”, expressou.

O advogado, Julio Brotto, expôs seu apoio e pesar a grande perda sofrida pelo setor.

Também houveram manifestações de carinho e apoio de amigos e colegas de profissão e do meio, pelas redes sociais, ligações e WhatsApp.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp