Search
Search

Ibope lista cinco motivos que fazem alguém assinar um streaming

Ibope lista cinco motivos que fazem alguém assinar um streaming

Compartilhe:
There is nothing to show here!
Slider with alias none not found.

Data: 19/05/2022
Veículo: Na Telinha/UOL

Ibope publicou um estudo que lista quais as razões na hora de assinar uma plataforma de vídeos

Na era de ouro do streaming, opções não faltam para se debruçar diante da tela do celular ou da TV e passar horas maratonando uma série, ver o lançamento de um filme ou rever um clássico do cinema. Em pesquisa realizada pela Kantar Ibope para descobrir quais são os cinco principais motivos que levam alguém a assinar um serviço por streaming, duas opções lideram empatadas em 47%: o preço do fornecedor e ter um amplo catálogo de novos filmes e séries.

Segundo o estudo Inside Video 2022, o vídeo por assinatura alcança cerca de 42% das pessoas em um mês dentro do domicílio. O preço e o catálogo são, de fato, os motivos mais populares, mas as outras razões listadas afirmam que o assinante também pela experiência do uso.

Na terceira colocação, o Ibope constatou que o site ou aplicativo precisa funcionar bem em todos os dispositivos que permite o acesso da plataforma, seja televisão, computador ou celular. Esse motivo é imprescindível para 30% das pessoas que pagam mensalmente – ou anualmente, em alguns casos -, uma assinatura.

Conteúdo antigo também é motivo de cobiça, diz Ibope

Nem só de lançamentos vive uma plataforma por streaming. Para um quarto dos assinantes (25%), a empresa precisa ter um amplo catálogo de filmes e séries antigas e figuram entre as preferências do público na hora de consumir esse ou aquele serviço.

Fechando a lista, com 22%, está a facilidade em navegar e encontrar programas via site ou aplicativo. Muitas plaformas são criticadas por não oferecem a melhor experiência na hora da busca. Ter um design intuitivo e fácil é, portanto, um motivo crucial na decisão do assinante.

No relatório da empresa, ainda, é constatado que as empresas por streaming precisam “investir para existir”. De 2019 até 2021, o aumento do investimento dessas empresas na publicidade saltaram 243%. Não por acaso, a base delas aumentou substancialmente mesmo em meio à pandemia.

COMPARTILHE:
WhatsApp
Facebook
LinkedIn
E-mail
Imprimir
TÓPICOS:
Mais Lidas
Tribunais e Ministérios Públicos de Contas manifestam apoio à aprovação do PL das Fake News
STF adia para junho julgamento das ações sobre regulação de big techs
Nova diretoria da AESP foi eleita por aclamação
Rádio se mantém forte como meio de mídia, aponta pesquisa
The New York Times vai receber US$ 100 milhões do Google durante três anos
Informe Abratel

Abratel - Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Atuamos na defesa da radiodifusão no Brasil e trabalhamos para a valorização e promoção do serviço de comunicação mais democrático do país.

Notícias Relacionadas