Search
Search

Plataforma que sincroniza anúncios na TV e no celular aumenta o CTR em até 70%

Plataforma que sincroniza anúncios na TV e no celular aumenta o CTR em até 70%

Compartilhe:
There is nothing to show here!
Slider with alias none not found.

O consumidor do século 21 utiliza múltiplas telas ao mesmo tempo: TV, computador, smartphone etc. É cada vez mais comum assistir televisão enquanto se acessa as redes sociais pelo celular para comentar o que é exibido, por exemplo. A publicidade está se adaptando a esse novo comportamento do telespectador: é nesse contexto que surgiu a plataforma TV Sync, que sincroniza anúncios de vídeo digital com propagandas na TV. A solução foi lançada no Brasil pela francesa DynAdmic em parceria com a carioca TVDATA. O resultado tem sido uma taxa de visualização completa entre 30% e 70% maior durante a sincronização. A taxa de clique (CTR) registrada no período também aumenta na mesma proporção.

Funciona da seguinte forma: quando o comercial do anunciante entra no ar em um canal de TV, automaticamente a plataforma compra espaço publicitário e exibe em diversos sites e apps móveis um vídeo do mesmo anunciante. A ideia é capturar a atenção de quem está com as duas telas ligadas. “O conteúdo digital pode ser um novo vídeo que sirva como complemento ou continuação àquele exibido na TV, com duração maior, de 45 segundos ou 1 minuto. Ou pode ser o mesmo do comercial televisivo, para reforçar o impacto da campanha”, explica Lara Krumholz, diretora geral da DynAdmic no Brasil.

É o anunciante quem escolhe com quais canais da TV aberta e/ou fechada deseja sincronizar sua campanha de vídeo digital. A TVDATA se encarrega de acompanhar diversos canais da TV brasileira, a partir de uma tecnologia de reconhecimento de áudio. Assim que identifica que o comercial do anunciante está sendo exibido, envia o alerta para a DynAdmic, que, por sua vez, realiza imediatamente a compra de espaço publicitário para a exibição do vídeo. Essa compra é feita em tempo real, através da conexão com serviços de ad exchange. Em menos de 500 milissegundos o vídeo digital da marca começa a aparecer em sites e apps que oferecem inventário em vídeo, como YouTube, Globo.com, MSN, Lance TV, Dailymotion e Paulo Gustavo Oficial. A DynAdmic recomenda que a campanha digital comece alguns dias antes ou termine alguns dias depois daquela na TV, para ser possível comparar os resultados com e sem sincronização. A cobrança é feita por visualização completa ou por CPM. O custo da campanha sincronizada é incremental e não chega a 10% do total. Vigor, Pepsico e O Boticário estão entre os primeiros clientes no Brasil.

Mobilidade

Atualmente, os dispositivos móveis respondem por uma proporção entre 10% e 15% do total de entregas da plataforma. “No ad exchange falta oferta em mobile. O inventário para vídeo nos grandes portais ainda é pequena, mas está crescendo rapidamente”, comenta Lara. Ela acredita que a proporção de entregas em mobile alcançará 20% este ano.

O serviço de sincronização da DynAdmic também é disponibilizado na Europa e nos EUA, com outros parceiros locais. E este ano será estendido para México, Chile e Colômbia.

Tela Viva
Fernando Paiva

COMPARTILHE:
WhatsApp
Facebook
LinkedIn
E-mail
Imprimir
TÓPICOS:
Mais Lidas
Tribunais e Ministérios Públicos de Contas manifestam apoio à aprovação do PL das Fake News
STF adia para junho julgamento das ações sobre regulação de big techs
Nova diretoria da AESP foi eleita por aclamação
Rádio se mantém forte como meio de mídia, aponta pesquisa
The New York Times vai receber US$ 100 milhões do Google durante três anos
Informe Abratel

Abratel - Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Atuamos na defesa da radiodifusão no Brasil e trabalhamos para a valorização e promoção do serviço de comunicação mais democrático do país.

Notícias Relacionadas