Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Plataformas Ads ampliam presença no mercado publicitário do Brasil

Data: 02/09/2021
Veículo: Propmark

Em 17 de agosto, o Clube Atlético Mineiro lançou a plataforma de anúncios publicitários Galo Ads, implementada em parceria com a empresa FanHub. Com isso, tornou-se o primeiro clube esportivo do Brasil a entrar nesse segmento digital – conhecido como plataforma Ads –, seguindo o caminho de redes de varejo, operadoras de telefonia e redes sociais virtuais.

Na apresentação, realizada por meio dos canais digitais do clube, os dirigentes do Galo (como o clube é popularmente conhecido) disseram que o principal objetivo da nova plataforma é aproximar anunciantes e produtos de seus torcedores por meio da base de usuários cadastrados no clube. “Através de resultados mensurados, vamos dar ao anunciante o público que realmente se interessa por aquele produto, novas fontes de receitas e conectá-lo aos torcedores do Galo”, disse Marden Menezes, diretor-executivo da FanHub. O valor mínimo para anunciar em um dos canais do Galo por meio da nova plataforma é de mil reais. Com isso, o clube mineiro pretende abrir a possibilidade de que pequenos negócios de seus torcedores possam ser veiculados.

Clube Atlético Mineiro lançou sua plataforma de anúncios publicitários no último dia 17 de agosto: objetivo é aproximar anunciantes e produtos de seus torcedores nas redes sociais

Segmento de negócios que vem se tornando cada vez mais comum no Brasil, as plataformas Ads ampliam o alcance dos canais de venda digitais das empresas, abrindo espaço publicitário para fornecedores, clientes ou qualquer anunciante que mire o target que elas alcançam, criando assim fontes de receita além do corebusiness tradicional. Com a chegada da paixão futebolística, essa tendência mostra-se cada vez mais promissora.

Uma das empresas pioneiras foi a operadora de telefonia Oi, que lançou sua plataforma em junho do ano passado. “Desenvolvemos um serviço de vendas apto para a entrega de mídia ultrassegmentada oferecendo melhores resultados aos anunciantes, seja no aumento de receita ou na inteligência do negócio. O Oi Ads possui a capacidade de captar leads qualificados e entregar recompensas em forma de pacote de dados aos clientes, entre outros benefícios”, diz Rodrigo Shimizu, diretor de marketing da Oi Soluções. Sem revelar números, ele garante que este ano a receita alcançada com a plataforma já é 50% superior a 2020.

Ciuchini afirma que o grande ativo da Tim são os clientes

Outra operadora de telefonia, a TIM, lançou seu serviço TIM Ads em outubro de 2020. A empresa divulgou que, no primeiro trimestre de 2021, a plataforma gerou aproximadamente R$ 6 milhões em receita, com mais de 35 mil cliques em anúncios, aproximadamente 750 mil leads gerados e 500 mil respostas a pesquisas.

Já no segundo trimestre, foram lançados dois novos serviços: TIM Fun e TIM News, em parceria com a Play2Pay™️ e com a Icaro™️, respectivamente. Essas novidades e outras ações existentes, como o Informa TIM, geraram uma audiência de 19 milhões de usuários, que assistiram a conteúdos e anúncios de parceiros no TIM Ads. A receita teve aumento de 44% na comparação com o primeiro trimestre deste ano, chegando a R$ 9 milhões.

“O grande ativo da TIM é a ampla base de clientes. São cerca de 50 milhões de usuários, e o conhecimento que temos dessa base através de advanced analytics e inteligência artificial nos permite receber inúmeras informações de maneira rápida e relevante para nosso negócio. É bom para parceiros, que podem contar com a TIM para conhecer melhor seus consumidores, e para o consumidor, que pode contar com recompensas, entre outros tantos benefícios durante sua trajetória na empresa. Hoje temos quase 20 milhões de clientes que aceitaram receber publicidade de terceiros em troca de bônus de dados ou navegação”, explica Renato Ciuchini, head de estratégia e transformação da TIM Brasil.

Redes Sociais

O mercado publicitário brasileiro viu no primeiro semestre deste ano o lançamento de plataformas Ads das principais redes sociais digitais. Em março, o Twitter lançou uma nova opção de “Categorias Curadas”, modelo de negócio que permite aos anunciantes ampliarem o alcance de conteúdos produzidos por um parceiro na plataforma. A categoria “conteúdos do bem” de anúncios pre-roll no Amplify foi a primeira a ser lançada.

“Por conta dos bons resultados conquistados com o experimento, lançamos as Categorias Curadas para todas as campanhas de pre-roll no Amplify para anunciantes no Brasil, bem como nos EUA, Reino Unido e MENA (Oriente Médio e norte da África). Estamos trabalhando para expandir o recurso para mais mercados e categorias. Também fizemos uma atualização no design e na experiência de visualização dos anúncios de pre-roll e na forma que os anunciantes podem configurar suas campanhas. As melhorias incluem a exibição em destaque do logotipo do anunciante por toda a duração do anúncio e a opção de rótulos adicionais para trazer mais clareza e gerar melhores métricas para a marca. Os testes realizados com essas pequenas atualizações mostraram um aumento de 10% na lembrança do anúncio (ad recall) e de 7% na preferência da marca em comparação com nosso design anterior de pre-roll”, diz Cadu Aun, diretor de soluções de negócios do Twitter Brasil.

Plataforma Oi Ads desenvolveu serviço de vendas apto para a entrega de mídia ultrassegmentada aos anunciantes tanto para aumento de receitas como inteligência de negócios

Em abril, foi a vez da rede de compartilhamento de fotos Pinterest entrar nesse mercado, com o lançamento da Pinterest Ads. De acordo com André Loureiro, diretor-executivo do Pinterest para a América Latina, a resposta tem sido superpositiva. “Desde o primeiro momento tivemos a adoção de muitas grandes marcas de diversas categorias, como Mercado Livre, Vivo, Itaú, Natura, Nestlé e Magalu, entre muitas outras. Milhares de pequenas e médias empresas também contam hoje com o Pinterest como uma plataforma para ativações em todas as partes do funil.”

Pinterest Ads teve resposta superpositiva, diz Loureiro

Ele explica que o lançamento da plataforma no Brasil faz parte de um processo de internacionalização que começou pela Europa e vem se consolidando com uma forte performance. O Pinterest dobrou seu número de anunciantes na Europa no ano passado (comparando os dados do quarto trimestre de 2020 com o quarto trimestre de 2019).

“O Brasil começa superando os benchmarks da companhia, nossa previsão para o segundo semestre do ano é que seja ainda mais forte, impulsionado pela própria natureza do Pinterest. Temos uma sazonalidade natural da plataforma, juntamente com o período de compras, festas e verão, com as pessoas vindo para o Pinterest para planejar essas ocasiões.”

Em maio, foi a vez de o Google lançar o Performance Max, como parte de uma série de novos recursos em suas plataformas de publicidade com a intenção de ajudar anunciantes a se adaptarem às mudanças de comportamento dos consumidores, boa parte delas em decorrência da pandemia de Covid-19, que levou o consumidor a aderir mais ao e-commerce.

O Performance Max serve anúncios em diversas propriedades por meio do Google Ads, como YouTube, feed do Google Discover, Rede de Display, Busca e Google Maps. Atualmente, mais de 80% dos anunciantes do Google globalmente já fazem uso de recursos de automação de campanhas para impulsionar os resultados de negócio, sendo o Brasil um dos países mais maduros no uso desse tipo de tecnologia, informa a empresa.

Fundado em 2004 nos Estados Unidos, o Facebook desde o início tem como modelo de negócios a venda de anúncios em seus aplicativos Instagram, Facebook, Whats- App e Messenger. No Brasil, a rede social chegou em 2011 já com o modelo de venda de espaço publicitário conhecido como mídia programática. Desde o início da pandemia, no ano passado, o Facebook acelerou o lançamento de outro serviço, conhecido como Lojas do Facebook, que é um espaço para vendas online.

Varejo

Em 2020, o Mercado Livre uma das maiores empresas de comércio eletrônico do Brasil, reposicionou a sua plataforma de publicidade que passou a se chamar Mercado Ads. “Trata-se da nossa unidade de negócios dedicada ao desenvolvimento e comercialização de soluções de publicidade dentro da plataforma. Oferece soluções de branding e performance em toda a jornada de compra, para que marcas, agências e vendedores alcancem milhões de compradores que estão descobrindo e consumindo diariamente”, diz Fabiana Manfredi, diretora sênior de Mercado Ads. A unidade também fornece dados e insights exclusivos sobre o comportamento dos usuários, permitindo maior eficácia nas campanhas e gerando informações relevantes para o impulsionamento dos negócios.

Fabiola Manfredi, Diretora Sênior de Mercado Ads: dados e insigths exclusivos

O Mercado Ads contempla diferentes formatos para atender aos diversos tipos de vendedores e agências de publicidade. Com o intuito de potencializar negócios, Ads atua estrategicamente para criar e disponibilizar ferramentas que gerem visibilidade aos anunciantes. Hoje, no Mercado Livre, sete em cada 10 buscas são genéricas (sem marcas). Isso mostra, de acordo com Manfredi, que o consumidor entra na plataforma disposto a descobrir marcas e produtos, “trazendo uma oportunidade única para as marcas construírem branding no marketplace”, garante Manfredi.

Na ferramenta de marketing de performance do Mercado Ads, chamada Product Ads, o vendedor escolhe seu objetivo de campanha: Rentabilidade (melhorar o retorno do investimento); Crescimento (aumentar a exposição dos produtos anunciados) ou Visibilidade (obter melhores posições nos resultados de busca). A ferramenta vai atuar em função do objetivo previamente selecionado, trazendo em média 28% de aumento em vendas.

Lançada em 2020, a plataforma Mercado Livre Ads contempla diferentes formatos para atender aos diversos tipos de vendedores e agências de publicidade

“Globalmente enxergamos marketplaces ocupando um share cada vez maior na publicidade digital. Nos USA, isso já é uma realidade com o maior marketplace do país já representando 10% da fatia publicitária e pegando espaço dos gigantes de mídia. Entendendo esta tendência, o Mercado Ads pretende fazer parte do pool de maiores media players em publicidade digital da América Latina”, diz Manfredi.

Uma das maiores redes de varejo do Brasil, o Magalu lançou em meados deste mês o Magalu Ads. “O Magalu Ads é mais um exemplo da visão ganha-ganha do nosso marketplace. Ele vai ajudar o produto do seller a aparecer no superapp”, afirmou, na apresentação da nova plataforma, Frederico Trajano, CEO do Magalu. “O próprio seller vai pilotar a ferramenta, de maneira fácil, sem segredo, porque tudo o que a gente faz é sofisticadamente simples.”

A empresa divulgou que a nova ferramenta “vai descomplicar a vida dos mais de 90 mil sellers do marketplace do Magalu, que terão mais possibilidades de dar destaque a seus negócios nos canais digitais da companhia. Produtos com mais exposição têm mais chances de serem comprados pelos mais de cinco milhões de clientes que acessam o superapp diariamente”.

Chevrolet inaugura Spotify Podcast Ads no Brasil
No segundo trimestre de 2021, o Spotify registrou um consumo de mais de 30% entre os usuários que engajaram com podcasts, enquanto as taxas de retenção semana-a-semana e mês-a-mês atingiram níveis históricos. Por esse motivo, a plataforma traz ao Brasil uma nova maneira para os anunciantes aproveitarem ao máximo este canal de mídia em expansão com o lançamento do Spotify Podcast Ads.

Com a tecnologia Streaming Ad Insertion (SAI), o Spotify Podcast Ads entrega e gera relatórios sobre impressões confirmadas em vez de downloads. A Chevrolet é o primeiro anunciante a investir na nova solução do Spotify em um projeto liderado pela Isobar e a Dentsu Company “O Spotify é a mais nova ferramenta nesta nossa jornada estratégica e trouxe dados totalmente novos para a publicidade em podcasts. Estamos animados com a parceria que fechamos”, disse Hermann Mahnke, diretor-executivo de Marketing da GM América do Sul.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp