Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Televisa e Univision se fundem formando o maior grupo de mídia de língua espanhola

Data: 16/04/2021
Veículo: Tela Viva

A Televisa fundirá seus ativos de mídia, conteúdo e produção com a Univision, formando a maior a empresa de mídia em espanhol do mundo, com investimentos do Softbank Latin America Fund, Google e The Raine Group. O grupo de mídia que é a maior produtora de conteúdo do México e o maior grupo de mídia de língua espanhola dos Estados Unidos, respectivamente, formarão a Televisa-Univision.

A nova empresa terá a maior biblioteca de conteúdo extenso em espanhol do mundo, um forte portfólio de propriedade intelectual e direitos esportivos globais.

Em 2020, a Televisa produziu mais de 86 mil horas de conteúdo em todos os gêneros e categorias, incluindo esportes e eventos especiais, dramas, noticiários, comédias dramáticas, programas de jogos, reality shows, programas infantis, programas de comédia e de variedades, eventos musicais e culturais, cinema e programação educacional.

A Televisa também contribuirá com seus quatro canais de televisão abertos, 27 canais e estações de TV por assinatura, seu estúdio de cinema Videocine e o serviço de assinatura de vídeo sob demanda (SVOD) Blim TV, além da marca Televisa. A Univision, por sua vez, entra com os canais Univision e UniMás, nove canais por assinatura em espanhol, 61 estações de televisão aberta e 58 estações de rádio nos principais mercados hispânicos dos Estados Unidos e em Porto Rico, além de ativos digitais como seu serviço de streaming sob demanda baseado em publicidade (AVOD) recentemente lançado: PrendeTV.

De acordo com as duas companhias, a nova entidade terá o conteúdo, capacidade de produção, propriedade intelectual, alcance global e recursos financeiros para competir agressivamente no mercado de streaming em espanhol global.

O mercado de língua espanhola representa cerca de 600 milhões de pessoas  no mundo e um PIB somado de aproximadamente US$ 7 trilhões. Para as companhias, este mercado ainda é significativamente mal atendido em streaming, em comparação com outros mercados relevantes. Menos de 10% da população de língua espanhola usa atualmente um produto de streaming, enquanto no mercado de língua inglesa quase 70% da população tem pelo menos um serviço de streaming.

Controle editorial

A produção de conteúdo de notícias para o México será terceirizada para uma empresa de propriedade da família Azcárraga, pricnipal acionista da Televisa, para garantir que o conteúdo de notícias permaneça em mãos mexicanas e seja produzido no México. A Televisa-Univision, no entanto, manterá todos os ativos, propriedade intelectual e a biblioteca relacionados à divisão de notícias da Televisa.

Principal acionista

A Televisa será a maior acionista da Televisa-Univision, com uma participação de aproximadamente 45%. Além disso, manterá a propriedade da Izzi Telecom, Sky e outros negócios, bem como das principais propriedades imobiliárias relacionadas a instalações de produção, títulos de concessão de transmissão e infraestrutura de transmissão no México.

A Televisa receberá cerca de US$ 4,8 bilhões de dólares por seus ativos de conteúdo. A Univision pagará US$ 3 bilhões em dinheiro, US$ 750 milhões em ações ordinárias da Univision e US$ 750 milhões em ações preferenciais. O restante é derivado de outras considerações comerciais.

A fusão será financiada por US$ 1 bilhão do novo investimento de capital em ações preferenciais liderado pelo SoftBank, juntamente com o atual investidor da Univision, a ForgeLight, que tem participação do Google e The Raine Group, além de US$ 2,1 bilhões em compromissos de dívida coordenados pela J.P. Morgan.

A expectativa é que a transação seja concluída ainda em 2021, sujeita às condições habituais de fechamento, recebimento de aprovações regulatórias nos Estados Unidos e no México e aprovação dos acionistas da Televisa. Os conselhos de administração da Televisa e da Univision já aprovaram a combinação.

O CEO da Univision, Wade Davis, comandará a empresa combinada, enquanto Alfonso de Angoitia será o presidente do Conselho de Administração da Televisa-Univision, com Marcelo Claure, CEO da SoftBank International, como vice-presidente. O Conselho terá 13 membros, incluindo cinco indicados pela Televisa, três pela Searchlight e ForgeLight, dois pelos outros acionistas e três conselheiros independentes. No encerramento, o Conselho será formado por Emilio Fernando Azcárraga Jean, Bernardo Gómez Martínez, Alfonso de Angoitia Noriega, Marcelo Claure, Michel Combes, Gisel Ruiz, Oscar Muñoz, Maria Cristina Gonzalez Noguera, Wade Davis, Eric Zinterhofer , Jeff Sine e duas nomeações adicionais da Televisa.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp