Search
Search

Congresso SET: Olímpio Franco cobra reestudo do plano digital por conta das interferências do LTE

Congresso SET: Olímpio Franco cobra reestudo do plano digital por conta das interferências do LTE

Compartilhe:
There is nothing to show here!
Slider with alias none not found.

Durante a abertura do congresso da Sociedade de Engenharia de Televisão (SET) na última terça-feira (20), o presidente da entidade, Olímpio Franco, aproveitou a oportunidade para cobrar o reestudo do plano digital em relação ao desligamento da TV analógica. Segundo Franco, a reorganização do espectro para liberar a faixa dos 700 MHz exige testes e pesquisa voltados para o bom funcionamento do sistema de TV digital.

Em função do grave quadro apresentado por estudos japoneses voltados para a interferência da tecnologia 4G (LTE) no sistema de TVD, a SET contratou a Universidade Mackenzie para a realização de testes de interferência da LTE seguindo modelos e metodologias adotados pelo Japão, pelo Reino Unido e em conformidade com as recomendações da União Internacional de Telecomunicações (UIT). Segundo Franco, os testes demonstraram um resultado preocupante.  “Nosso grupo de estudos apontou as graves consequências das interferências que as transmissões de LTE causam na TV. Todos os canais remanescentes serão afetados”, revelou.

Outra questão levantada pelo presidente da SET se refere aos receptores. Além da necessidade de aquisição subsidiada ou não de receptores para grande parte da sociedade (que ainda não tiveram acesso a essa tecnologia), de acordo com os mesmos testes, os atuais aparelhos não são eficazes na interrupção das interferências. Ou seja, necessitarão de substituição ou instalação de filtros. “Como comunicar à população sobre a necessidade de um filtro nos receptores?”, indagou Franco.

Participação do Minicom
A secretária de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações (Minicom), Patricia Ávila, representou o ministro Paulo Bernardo no Evento. De acordo com Patrícia o ideal, independente da publicação do decreto de antecipação do switch off, é que não se desligue “nada” em 2015. “Há 724 cidades que se enquadram no critério de 2015, mas o ideal é não desligar”, informou. Ainda segundo a secretária, pode ser que o prazo final – 2018 – seja prorrogado se necessário.

Por João Camilo
Ascom Abratel
Com foto e colaboração de André Trindade

COMPARTILHE:
WhatsApp
Facebook
LinkedIn
E-mail
Imprimir
TÓPICOS:
Mais Lidas
5g-montagem-pixabay-pexels_1400x875_5d5ecf0e13d04-1392x870-1
5G chegará para mais 236 cidades a partir da próxima segunda (27)
bola-de-futebol (1)
TV aberta é o principal meio que torcedores usam para se informar sobre esporte
ANDRÉ DIAS ACAERT
Abratel marca presença no ACAERT Next
Abratel_Oficio-2-5
NOTA À IMPRENSA
TV Jovem RECORD
Abratel_Oficio-2-5
NOTA À IMPRENSA
RICtv
Informe Abratel
Loading...
1 2 21

Abratel - Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Atuamos na defesa da radiodifusão no Brasil e trabalhamos para a valorização e promoção do serviço de comunicação mais democrático do país.

Notícias Relacionadas