Search
Search

João Pessoa, BH e Porto Alegre podem concluir limpeza do espectro nesta semana

João Pessoa, BH e Porto Alegre podem concluir limpeza do espectro nesta semana

Compartilhe:
There is nothing to show here!
Slider with alias none not found.

Data: 20/7/2022
Veículo: Teletime

Etapa prévia para a ativação do 5G em 3,5 GHz nas capitais, a mitigação e desocupação das estações profissionais de satélite (FSS) em banda C estendida pode ser concluída ainda nesta semana nas cidades de João Pessoa, Belo Horizonte e Porto Alegre.

A perspectiva foi comunicada pelo diretor de operações da Entidade Administradora da Faixa (EAF, ou Siga Antenado), Antonio Parrini, durante encontro virtual promovido pela entidade de radiodifusores SET nesta terça-feira, 19.

“Já fizemos todas as FSS de Brasília e se tudo correr bem, até sexta-feira [22 de julho] terminamos em João Pessoa, Porto Alegre e Belo Horizonte”, afirmou Parrini, na ocasião. Assim que finalizado o processo em cada cidade (e iniciada a distribuição de kits para a migração de usuários de TV aberta), o espectro de 3,5 GHz pode ser liberado para o 5G pelo grupo da Anatel (o Gaispi) que coordena as atividades.

Situação

Nas três capitais com trabalho mais avançado, as estações FSS que precisavam ser movidas do 3.625-3,7 GHz para outra frequência já foram realizadas; o que falta agora é o término da instalação de filtros contra interferências do 5G nas estações nas quais a escolha foi pela mitigação, explicou a EAF.

Porto Alegre e BH contam com 62 estações profissionais de satélites que passaram ou ainda devem passar pelo processo, enquanto João Pessoa somava outras 25. A próxima capital na rota é São Paulo, que conta com 158 estações de FSS para a mitigação (além de outras 44 identificadas para desocupação).

“Em São Paulo estamos caminhando bem. É um desafio enorme, com mais de 200 estações terrenas e muita geração de conteúdo. Por isso, as janelas de manutenção são bem mais restritas”, apontou Parrini. “Em Brasília, na hora em que a EAF marcava, [a emissora dona da estação] podia atender; já em São Paulo é diferente”.

Ainda assim, a experiência em Brasília foi tida como um importante aprendizado. Dentre os pontos de atenção estão a presença de estações FSS ainda não cadastradas (que representaram 10% do total na capital federal) e o cadastro indicando uso de uma frequência diferente da utilizada na prática e especificidades (como a dupla polarização) que podem exigir mais de um filtro por estação.

Crescente

Ao todo, dentre 14 mil estações de FSS já identificadas pela Anatel no País, cerca de 12,6 mil vão receber soluções de mitigação de interferências, enquanto 1,4 mil serão movidas como parte da desocupação do espectro em banda C estendida.

Nas capitais, o processo deve ser finalizado até agosto (com subsequente ativação do 5G em setembro), de acordo com o atual cronograma da EAF. Já ao longo do segundo semestre, outras 26 cidades brasileiras com mais de 500 mil habitantes devem receber as atividades de desocupação e mitigação das FSS, para ativação do 5G nas praças a partir de 2023. Até 2026, o processo deve ser finalizado em todo o País.

COMPARTILHE:
WhatsApp
Facebook
LinkedIn
E-mail
Imprimir
TÓPICOS:
Mais Lidas
Informe Abratel
Loading...
1 2 22

Abratel - Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Atuamos na defesa da radiodifusão no Brasil e trabalhamos para a valorização e promoção do serviço de comunicação mais democrático do país.

Notícias Relacionadas