Search
Search

Qualcomm acha prematuro falar em pouco interesse pelas faixas de 3,7-3,8 GHz para redes privativas

Qualcomm acha prematuro falar em pouco interesse pelas faixas de 3,7-3,8 GHz para redes privativas

Compartilhe:
There is nothing to show here!
Slider with alias none not found.

Data: 29/8/2022
Veículo: Teletime

A Qualcomm considera prematuro dizer que existe pouco interesse pelo uso das faixas de 3,7-3,8 GHz para redes privativas, conforme preocupação manifestada esta semana pela Anatel. Para a empresa de tecnologia, que tem atuado proativamente para desenvolver o uso das redes 5G por empresas de diferentes setores, e não apenas de telecom, a regulamentação da Anatel é muito recente para que se possa tirar uma conclusão sobre a demanda por redes privativas baseadas em uso secundário do espectro de 3,7-3,8 GHz.

Segundo Francisco Soares, vice-presidente de assuntos institucionais e regulatórios da Qualcomm Latin America, as regras para uso da faixa foram aprovadas há pouco tempo (as regras foram aprovadas em junho deste ano), e a regulamentação tem algumas limitações que podem dificultar o uso para redes privativas. “Não faz sentido a regulamentação vedar completamente a interconexão com a rede pública. Qualquer rede privativa em algum momento precisa se conectar a outras redes, mas isso não poderá ser feito pelas empresas com a regulamentação atual”, diz ele.

possibilidade de interconexão das redes privativas com a rede pública sem passar pelas operadoras de telecomunicações  está sendo discutida no processo de simplificação regulatória, mas enfrenta naturalmente a resistência das teles, que vêem aí a possibilidade de surgimento de operadoras concorrentes sem as mesmas obrigações impostas a elas.

COMPARTILHE:
WhatsApp
Facebook
LinkedIn
E-mail
Imprimir
TÓPICOS:
Mais Lidas
Tribunais e Ministérios Públicos de Contas manifestam apoio à aprovação do PL das Fake News
STF adia para junho julgamento das ações sobre regulação de big techs
Nova diretoria da AESP foi eleita por aclamação
Rádio se mantém forte como meio de mídia, aponta pesquisa
The New York Times vai receber US$ 100 milhões do Google durante três anos
Informe Abratel

Abratel - Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Atuamos na defesa da radiodifusão no Brasil e trabalhamos para a valorização e promoção do serviço de comunicação mais democrático do país.

Notícias Relacionadas