Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Anatel define parâmetros para habilitação do chip FM em celulares

Em mais um passo para fortalecer o rádio, Ato da Anatel, estabelece medidas para garantir a recepção do sinal

Nesta segunda-feira (6), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou o Ato de Certificação de Produtos 10.003/2021. O documento estabelece regras para garantir a recepção de rádio FM nos celulares fabricados e comercializados no Brasil. Como se sabe, a ação é um pedido antigo da Abratel e do setor de radiodifusão. Com isso, o telefone celular que possuir a capacidade de recepção de sinais de FM deverá provar que a funcionalidade está habilitada no aparelho. Esta é uma condição para obtenção da homologação, necessária para a comercialização do produto.

Para o Ministro das Comunicações, Fabio Faria, esta ação é voltada, principalmente, para quem vive em zonas mais remotas, pois permite que o brasileiro possa ouvir uma emissora sem necessidade de se conectar à internet e nem gastar sua franquia de dados, permitindo às pessoas um maior acesso à informação. “Assegurar a recepção de FM nos smartphones alinha o Brasil com iniciativas já realizadas por outros países, protege o direito do consumidor e cumpre o dever constitucional de direito à informação para a população brasileira”, conclui ele.

O diretor Geral da Abratel, Samir Nobre, comemorou a publicação. “Às vésperas do centenário do rádio, os brasileiros avançam na valorização deste importante veículo. Com a ativação do chip FM nos celulares damos um passo em direção ao rádio do futuro: inovador, cada vez mais móvel, tecnológico e essencial”, celebrou Nobre.

A Portaria MCom 2.523/2021 é válida para os novos modelos. O Ato 10.003/2021 define também requisitos mínimos de qualidade, segurança, interoperabilidade e proteção do espectro radioelétrico, aplicados aos dispositivos que vão funcionar nas redes móveis de 5G.

Raul Trindade dos Santos
Assessoria de Comunicação da Abratel

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp