Associação Brasileira de Rádio e Televisão

Avenida Paulista, MASP de fundo, com luzes coloridas ilustrando a tecnologia do 5G na capital

Tecnologia 5G é liberada em São Paulo

Anatel registrou 1400 pedidos de licenciamento de estações; 5G chega esta semana

A partir desta quinta-feira (4), as prestadoras que adquiriram a faixa de 3,5 GHz na licitação de 5G, realizada no ano passado, poderão ativar estações com a tecnologia de quinta geração na cidade de São Paulo. Com isso, a capital paulista se torna a 5ª do país a contar com a tecnologia, depois de Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa.

O Grupo de Acompanhamento da Faixa de 3,5GHz (Gaispi) comunicou a decisão nesta terça (2), após reunião extraordinária.

De acordo com o Edital do 5G, seriam necessárias 462 estações ativas até 29 de setembro. Entretanto, a Anatel calcula que, até o momento, foram registrados 1.378 pedidos de licenciamento na faixa 3,5GHz. Segundo o cronograma estabelecido, as prestadoras devem observar os seguintes quantitativos de antenas 5G nos próximos anos:

Prazo

Antenas por habitantes

Quantidade de antenas no município de São Paulo

Setembro de 2022

1 ERB para cada 100 mil habitantes

154 estações por prestadora (mínimo de 462 antenas, considerando as três empresas que adquiriram lotes para operar em São Paulo no Leilão de 5G

Julho de 2023

1 ERB para cada 50 mil habitantes

308 estações por prestadora

Julho de 2024

1 ERB para cada 30 mil habitantes

514 estações por prestadora

Julho de 2025

1 ERB para cada 10 mil habitantes

1.540 estações por prestadora

Desde a última quarta-feira (27), a limpeza do espectro, realizada pela Entidade Administradora da Faixa de 3,5 GHz (EAF), foi acelerada no município de São Paulo. Com isso, foram instalados equipamentos para evitar interferências em 226 estações profissionais do Serviço Fixo por Satélite (FSS) e realizados testes para confirmar a operação livre de interferências.

A maior concentração de antenas está no Centro Histórico, na região da Avenida Paulista e no Itaim Bibi. Já os bairros da Aclimação, da Mooca e do Brás, por exemplo, terão cobertura menor no início do processo.

Usuários de parabólica e kit gratuito

Quem recebe as transmissões da TV Aberta pela antena parabólica precisa adaptar o equipamento. Para isso, é necessário a compra de uma antena parabólica que receba o sinal sem interferências. Inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que recebem sinal da TV aberta por parabólica, podem solicitar o kit gratuito para a adaptação do equipamento à Siga Antenado, nome fantasia da EAF.

É fundamental que seja realizado agendamento para a instalação dos novos equipamentos.

Mais informações estão disponíveis no site da Siga Antenado. O contato pode ser feito também pelo número 0800 729 2404 e pelos e-mails: atendimento@sigaantenado.com.br e sergio.nery@oficina.ci.

Mascote feito com corpo da antena parabólica e cabeça e braços de robôs
Mascote da Siga Antenado (EAF) | Imagem: Divulgação/EAF

*Com informações da Anatel

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp